quarta-feira, 26 de março de 2014

Jó e seus amigos

No livro de Jó 11:1-20Jó 11:1-20
1 - ENTÃO respondeu Zofar, o naamatita, e disse:
2 - Porventura não se dará resposta à multidão de palavras? E o homem falador será justificado?
3 - Às tuas mentiras se hão de calar os homens? E zombarás tu sem que ninguém te envergonhe?
4 - Pois dizes: A minha doutrina é pura, e limpo sou aos teus olhos.
5 - Mas na verdade, quem dera que Deus falasse e abrisse os seus lábios contra ti!
6 - E te fizesse saber os segredos da sabedoria, que é multíplice em eficácia; sabe, pois, que Deus exige de ti menos do que merece a tua iniqüidade.
7 - Porventura alcançarás os caminhos de Deus, ou chegarás à perfeição do Todo-Poderoso?
8 - Como as alturas dos céus é a sua sabedoria; que poderás tu fazer? É mais profunda do que o inferno, que poderás tu saber?
9 - Mais comprida é a sua medida do que a terra, e mais larga do que o mar.
10 - Se ele passar, aprisionar, ou chamar a juízo, quem o impedirá?
11 - Porque ele conhece aos homens vãos, e vê o vício; e não o terá em consideração?
12 - Mas o homem vão é falto de entendimento; sim, o homem nasce como a cria do jumento montês.
13 - Se tu preparares o teu coração, e estenderes as tuas mãos para ele;
14 - Se há iniqüidade na tua mão, lança-a para longe de ti e não deixes habitar a injustiça nas tuas tendas.
15 - Porque então o teu rosto levantarás sem mácula; e estarás firme, e não temerás.
16 - Porque te esquecerás do cansaço, e lembrar-te-ás dele como das águas que já passaram.
17 - E a tua vida mais clara se levantará do que o meio dia; ainda que haja trevas, será como a manhã.
18 - E terás confiança, porque haverá esperança; olharás em volta e repousarás seguro.
19 - E deitar-te-ás, e ninguém te espantará; muitos suplicarão o teu favor.
20 - Porém os olhos dos ímpios desfalecerão, e perecerá o seu refúgio; e a sua esperança será o expirar da alma. Conta a história dos amigos que querendo entender á Deus e seus desígnos, começaram 

Contanos a história dos amigos que querendo entender á Deus e seus designos ,começaram a congecturar para Jó os motivos que o levaram a estar daquela forma.
1- Os amigos de Jó disseram palavras sábias nos sete primeiros dias de conversa com ele.Foi quando ficaram de boca fechada.Mas assim que eles começaram a imaginar o porque das desgraças na vida de Jó e começaram a falar veio uma enchorada de bobagens.
Todos os três amigos pensavam de uma mesma forma.
Existia alguma coisa errada com Jó que o levou a estar naquela situação.
O sofrimento pessoal sempre tem uma razão clara:
Elifaz diz: " O sofrimento não brota do pó , e asdificuldades não nascem do chão ( Jó 5:6).
Se a vida de alguém está uma bagunça,então é óbvio que existe uma razão.Afinal o problema não surge do nada.
Pessoas boas sempre prosperam.
Elifaz disse: "Qual foi o inocente que chegou a perecer ? Onde os íntegros sofrerão destruição ? (Jó 4:7)
Bildade diz: " O certo é que Deus não rejeita o íntegro, não fortalece as mãos dos que fazem o mal ( Jó 8:20)
Zofar diz: "Contudo,se você lhe consagrar o coração e estender as mãos para Deus.Você estará confiante,olhará ao redor,e repousará em segurança (Jó 11:13 ,18) Em outras palavras o justo sempre recebe sua justa recompensa nesta vida.
Pessoas ruins sempre se dão mal.
Os três amigos de Jó achavam que os maus sempre recebem o que merecem, sem excessão . " Certamente você sempre foi assim " - comenta zofar....desde que o homem foi posto na terra, o riso dos maus é passageiro,e a alegria dos ímpios dura apenas um instante ( Jó 20: 4-5).
Elifaz concorda : " O ímpio sofre tormentas a vida toda (Jò 15:20) " A lampada dos ímpios se apaga,conclui Bildade,e a chama de seu fogo se extingue (Jó 18:5) Em outras palavras o mal sempre é julgado nesta vida muito antes da sua morte.
Se você está sofrendo é porque pecou.
"Fiquesabendo que Deus esqueceu alguns dos seus pecados disse Zofar ( Jó 11:16).
Não é grande a sua maldade ? questiona Elifaz ( Jó 22:5);
Quando os seus filhos pecaram contra (Deus) explicou Bildade."ele os castigou pelo mal que fizeram ( Jó *:4)
O livro de Jó não diz por quanto tempo ele teve que ficar escutando essas coisas dos amigos,mas sabemos o quanto esses homens deturparam a verdade,pois o próprio Deus disse a Elifaz "Estou indignado com você e seus amigos,pois vocês não falam o que é certo a meu respeito,como fez meu servo Jó ( Jó 42:7).
Conclusão:
Se temos algum amigo que está sofrendo,tomemos cuidado ao dizer que possam desanima-lo mais ainda ou colocar dúvidas em seu coação de quem ele é em Deus.
Devemos procurar colocar em seu coração palavras que vão encoraja-lo, conforta-lo e lhe dar clareza a respeito do assunto.
Tenha em mente que o melhor palpite sobre a razão para o sofrimento de seu amigo tem grandes chances de você estar equivocado.
A existência de sofrimento não significa necessariamente a presença de pecado.