segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Como perdoar quem nos feriu

Como Perdoar Quem nos Feriu?

Feridas podem apodrecer em infecções se não tratadas. Isso é exatamente como funciona a falta de perdão. Se continuarmos a deixá-la aberta, olhando para o ferimento, ela não será curada. Em vez disso, ela será continuamente exposta ao ar sujo, tornando-se ainda mais infectada. A infecção no reino espiritual é acolhedora para os espíritos imundos, que apodrecem a ferida ainda mais. Se algo não for feito, a pessoa acaba enfrentando assédio demoníaco e tortura, e torna-se uma pessoa amarga e infeliz.

Eu tenho uma ideia do que você pode estar dizendo agora: "Essa pessoa não tem nenhum indício que eles fizeram para mim! Eles não merecem nada! Muito menos meu perdão! Eles certamente não merecem o seu perdão, muito menos de Deus... mas nenhum de nós merecemos o que Jesus fez por nós também. Aqueles que mataram Jesus não mereciam nada, mas olhemos para o que Ele disse antes de morrer: Pai, perdoa-lhes, eles não sabem o que fazem! Olhe à mercê profunda e rica do amor que Jesus tem para nós... nenhum de nós merece! Mas Ele nos ama pelo que somos, não pelo que temos feito. Ele queria um relacionamento conosco tanto que Ele deu a Sua vida por ele! Quando compreendemos o que Jesus fez por nós, torna-se muito mais fácil de transmitir essa graça para os outros. 

Nós  estaremos simplesmente libertando nossas almas da escravidão provocada pela falta de perdão. Você não está perdoando-os em seu benefício, mas para o seu próprio bem! Sua alma, não a deles, é o que está sendo realizada em cativeiro por causa dos sentimentos que você se permitiu abrigar. Por que você deve permitir que o que eles fizeram o mantenha em cativeiro? Eu não! Eu não deixaria esse veneno em meu coração, o entregarei ao Senhor para que com ele Deus cure minhas feridas.

Perdoar os outros às vezes é muito difícil, mas é essencial se você quiser sair da escravidão que te leva para baixo. Perdoar os outros lhe abre portas para que o Senhor começar a curar sua alma (cura interior). A falta de perdão impede que Deus nos perdoe também os pecados (Mateus 6:15), coloca-se um muro entre nós e a fonte de nossa cura.

O alto preço da falta de perdão
Eu tenho visto tantas pessoas em escravidão espiritual, devido à falta de perdão. É uma fonte comum de assédio e escravidão demoníaca, como Jesus nos adverte em Mateus 18:23-35.

Mateus 18:34-35: E o seu senhor, indignado, e entregou-o aos verdugos, até que pagasse tudo o que lhe devia. Assim também meu Pai celeste deve fazer também vós, se vos de vossos corações não perdoa cada um a seu irmão.

Isso não é nada menos do que uma forte advertência literal que uma pessoa pode cair nas mãos de espíritos demoníacos para tormento e assédio se eles estão por dentro implacáveis e amargos. Eu já vi isso de novo e de novo, não é uma cena incomum encontrar uma pessoa assediada por demônios por causa de amargura em seu coração. Amargura também é conhecido na Bíblia como o veneno espiritual:

Atos 8:23: "Pois vejo que estás em fel (veneno) da amargura, e em laço de iniqüidade.

A falta de perdão não só dá demônios o direito ou a capacidade de nos atormentar, mas também impede que Deus; perdoe nossos pecados! Agora isso é sério, isso significa que quando clamamos a ajuda de Deus, mas tem falta de perdão em nossos corações, Ele olha para baixo e os nossos pecados estão diante dele. Jesus foi muito claro que, se quisermos ser perdoados, não podemos ser implacável para com os outros:

Mateus 6:15 - Mas, se não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos perdoará as vossas ofensas.

Além disso, a amargura é também um meio muito comum para um crente nascido de novo para tornar-se espiritualmente impura, isto é, poluído ou impuro espiritualmente:

Hebreus 12:15, Procurando diligentemente para que ninguém falha da graça de Deus, de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem.

Observe "muitos" a palavra no versículo acima... este é um meio muito comum que as pessoas se contaminem e abrir-se para o assédio espiritual do inimigo.

Dar a Deus o que pertence a Ele
A falta de perdão é realmente tomar algo que pertence a Deus, e levando o assunto em nossas próprias mãos. A Palavra de Deus nos diz claramente que devemos permitir a Deus para trazer a Sua ira sobre essa pessoa, e deixar que Ele faça justiça:

Romanos 12:19, Amados, não vingar-se, mas dai lugar à ira, porque está escrito: Minha é a vingança, eu retribuirei, diz o Senhor.

A Palavra de Deus nos diz claramente que o que semeamos, vamos colher:
Gálatas 6:7: Não vos enganeis, de Deus não se zomba: pois tudo o que o homem semear, isso também ceifará.

Falta de perdão, na verdade, é
A falta de perdão é na verdade uma forma de ódio contra outra pessoa. Se uma pessoa odeia alguém, é um sinal de que a pessoa está faltando amor em seu coração. Por quê? Eles não estão firmemente arraigados e alicerçados no amor de Cristo, e o amor de Cristo não está fluindo através deles. Tão simples como isso soa, é assim que funciona.

O que alguém pode ter feito contra nós é uma coisa, mas se você tomar a isca de Satanás de falta de perdão de coração, ele vai fazer muito mais mal do que eles. Você quer continuar a permitir que sua bagunça incomode ainda mais? Será que eles não já fizeram bastante dano? Permitir ressentimentos e se tornar amargo, é apenas fazer sua ferida se tornar ainda mais infectada espiritualmente. Diga honestamente a si mesmo: que bom que ele está me fazendo resistir a dor e amargura que o inimigo tentou plantar dentro de mim. Não seja tolo, a amargura é conhecida na Bíblia como o veneno espiritual:

Atos 8:23: Pois vejo que estás em fel (veneno) da amargura, e em laço de iniqüidade.

A razão por que Satanás quer que você segure a amargura, é porque ela é um veneno para a sua alma. Jesus disse que o diabo veio para roubar, matar e destruir. Satanás quer fazer isso com você. Não deixe ele fazer isso com você ... detê-lo morto em seus caminhos! Liberte-se desses sentimentos feridos, e deixe-os ir, deixe que se vá esse veneno de sua alma! 


Deus os abençoe. 

Nenhum comentário: